BLOG

Coaching e as empresas

TM Coaching

Nos últimos anos, temos assistido a um elevado desenvolvimento em diversas áreas, como gestão, cujo  crescimento está diretamente associado à evolução da tecnologia e da ciência, gerando, assim, um aumento de competitividade das empresas e entre os seus colaboradores. Este facto leva a que seja cada vez mais necessário às empresas e seus funcionários, a título individual e ou coletivo, implementarem estratégias, no sentido de uma melhoria contínua, para um desenvolvimento pessoal e profissional do indivíduo. 

Para isso, as empresas apostam, cada vez mais, no desenvolvimento de competências dos colaboradores, pois este investimento terá um impacto bastante positivo na sua performance. As empresas implementam estratégias de boa gestão, para alcançar os objetivos traçados a curto e longo prazo, tanto a nível individual como coletivo – o desenvolvimento dessas mesmas competências será resultado da implementação do coaching nas empresas.

 Segundo Maggie João, o Coaching oferece uma abordagem estruturada para a definição de metas e objetivos, tornando-se um meio eficiente para melhorar os resultados qualitativa e quantitativamente dentro do local de trabalho. A sua prática é bastante positiva, pois ajuda a desenvolver competências pessoais e profissionais, no indivíduo, de forma a conseguir responder aos desafios impostos pelas empresas e também desafios pessoais; este método encoraja, ainda, o indivíduo a definir metas, a criar opções, a ultrapassar problemas e crenças limitadores, optando por ter atitudes positivas que levarão ao alcance de resultados eficazes e resolução de conflitos. 

Destaco, igualmente, a importância do líder de equipa como coach, por ter um papel muito importante no alcance dos resultados, em cada um dos membros da sua equipa – para isso, o coach terá de possuir competências, como saber escutar, questionar, que, quando bem aplicadas, criam motivação e, consequentemente, resultados bastante positivos.

 A prática do coaching, no ambiente de trabalho, é muito importante, porque o tempo usado para as sessões de coaching gera motivação, produtividade e excelentes resultados. Para estar a par dos resultados da equipa, o líder monitoriza, de forma contínua, o desempenho da equipa, através dos indicadores, como os indicadores chave, KPI- key performance indicador, fazendo recurso às ferramentas que a empresa oferece, como o Excel, onde se faz a análise e comparação dos resultados quantificados, em tabela, através de visualização gráfica num determinado espaço de tempo. 

É, em suma, essencial a fácil compreensão daquilo que os indicadores se propõem a medir, porque a sua correta e rápida interpretação é fundamental para posteriores tomadas de decisão (como já salientei, os indicadores são o elemento importante, num processo de monitorização do desempenho na empresa/equipa, no apuramento dos resultados realizados de forma objetiva, de forma a cumprir as metas traçadas quando, por vezes, se recorre às dinamizações de coaching.) 

Bibliografia

Caldeira, J. (2016). 100 Indicadores da Gestão – KEY PERFORMANCE INDICATORS.Lisboa: ACTUAL Editora.

João, M. (s.d.). COACHING – Um guia essencial ao sucesso do coach, do gestor e de quem quer ser ainda mais feliz.Alcochete: Nexo Editora.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin

Este website utiliza cookies de acordo com a política em vigor. Ao continuar a navegação está a aceitar a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close